sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Novo foco

Depois de uma experiência em mestrado no Japão que se tornou apenas um período de pesquisa sem diploma, mas mesmo assim acumulou boas experiências tanto acadêmicas como de vivência, eu tenho que mudar o foco das minhas investigações. Deixei de trabalhar em um sistema de filtração e na simulação de self-assembly de partículas e agora estou voltando à pesquisa amada: síntese de materiais nanocristalinos. Com um adendo: O desafio de melhorar a sinterização deles. No caso, o material escolhido para o novo mestrado na UEPG é a alumina, mais precisamente a alfa-alumina, que é a mais estável e que encontra as melhores utilizações para nossa realidade. Não que as outras aluminas não sirvam, pelo contrário, elas servem e muito como catalisadores e com outras várias finalidades, mas é fora da minha realidade.

Tive a sorte de conseguir uma orientadora fantástica, esposa do meu ex-orientador de IC fantástico, na verdade é uma família inteira fantástica. A Família Chinelatto é exemplo de família, de convivência, de colaboração. Quem estudou comigo sabe isso, e eu sempre fiz minha parte bem-feita como aluno, não preciso puxar saco de ninguém. Bem... mas voltando ao foco... o desafio agora é sintetizar alfa-alumina à menor temperatura possível e sinterizá-la também à menor temperatura possível. Com isso a gente consegue partículas nanocristalinas e grãos refinados, também nanocristalinos. Dada a dificuldade de um material nanocristalino ter essa combinação de propriedades, isso constitui um sonho. Mas por que não consegui-lo?
Para isso tem a estrutura, a vontade e a paixão.

Mais novidades sofre reflexões investigativas em breve!